Pela defesa do respeito à liberdade

FRASES DA SEMANA

Existem -1 frases.

Vemos os próximos anos como de muitos riscos para os direitos das mulheres e para tudo o que conquistamos com muita luta nos últimos 30 anos. Nossa expectativa é de resistência. (29/10/2014)

Seria excepcional encaminhar essas pautas sociais ainda este ano para o Congresso Nacional, com o poder majoritário das urnas. Com essa bancada que hoje ainda apoia o Executivo seria possível avançar. A população que votou nela e os movimentos sociais acreditam que essas mudanças são fundamentais. (28/10/2014)

Vários são os direitos inerentes ao ser humano que foram efetivados em diferentes searas e que são fruídos pela população , razão pela qual já é hora de se repensar a forma de se abordarem os direitos humanos junto à sociedade. Uma dessas formas pode ser a inserção de noções básicas desse rico ramo do Direito na educação fundamental e média brasileira. (22/10/2014)

Acho que talvez a primeira coisa interessante para os próximos quatro anos seria cada pessoa brasileira parar de chamar categorias de minorias. Acreditar que se você é homem, branco, cristão, heterossexual faz de você maioria é muita inocência. E inocência depois de certa idade não pode mais ser considerada uma virtude. (20/10/2014)

Aos 40 anos, 1 em cada 5 já fez pelo menos 1 aborto. O método mais comum das mulheres interromperem uma gravidez é o medicamento. Há uma série de medicamentos disponíveis no mercado, o mais comum tem um nome genérico na vida das mulheres, que se chama Cytotec e a clínica foi saindo do cenário do método mais comum. (16/10/2014)

A partir de um órgão institucionalizado, como é a secretaria, se coloca para os outros ministérios a perspectiva de gênero em todas as áreas, seja na educação, no trabalho ou na saúde. E é fundamental que se formule, implemente e monitore as políticas de gênero em nosso país. O enfrentamento à violência não seria possível se não existisse a secretaria, assim como o ataque a uma educação sexista e patriarcal. (14/10/2014)

Acredito que a violência que atinge a mulher destrói os lares, os laços familiares, inclusive prejudica jovens e crianças. Ela deve ser combatida em todas as suas dimensões. A Lei Maria da Penha foi um grande avanço nesse sentido, aprovada no Governo do Presidente Lula e reaprovada no meu governo. (15/10/2014)

Foi um avanço extremamente importante (a Lei Maria da Penha), que deve ser mantido e aprimorado, mas nós temos que avançar no apoio aos Estados e Municípios que não têm tido a condição e a estrutura necessária ao enfrentamento da violência contra a mulher. Seja nos programas Disque Denúncia, seja nas delegacias próprias que nós temos que avançar. (15/10/2014)

Algumas conquistas do processo civilizatório, como a garantia dos direitos humanos, podem ser interrompidas ou mesmo regredir com a eleição de uma bancada extremamente conservadora. (9/10/2014)

Quando comparamos esses dados, verificamos que se forma um funil, com um número ínfimo de abortos em relação as estatísticas alarmante de estupro. Isso acontece porque as mulheres violentadas ainda se sentem inseguras em denunciar e tomar uma providência para resolver a questão. Elas resistem em fazer o registro policial e o aborto legal para não trazer à tona a sua história no ambiente familiar. (8/10/2014)


Páginas:

ASSUNTOS MAIS PROCURADOS

JUNTE-SE A NÓS

SAIBA MAIS